ASSOBRAFIR Ciência
https://assobrafirciencia.org/article/5ddbd2800e8825c603f2c91e
ASSOBRAFIR Ciência
Artigo Original

Análise da obstrução respiratória, fatores de risco e prevalência de asma e rinite em escolares na cidade de caruaru, PE

Analysis of respiratory obstruction, risk factors and prevalence of asthma and rhinitis in schoolchildren in the city of Caruaru-PE

Anna Luísa Araújo

Downloads: 0
Views: 455

Resumo

Introdução: Introdução: As doenças respiratórias crônicas estão relacionadas às disfunções que ocorrem tanto em vias aéreas superiores,quanto inferiores. Representam um dos maiores problemas de saúde mundialmente, em que asma e a rinite constituem um quadro de doença obstrutiva.Objetivo: Avaliar a prevalência de asma e rinite, fatores de risco associados e o grau de obstrução em vias aéreas, em escolares na faixa etária entre seis e sete e 13 e 14 anos, na cidade de Caruaru,PE. Métodos: Estudo analítico de corte transversal randomizado, em amostra de 667 escolares, matriculados em escolas públicas e particulares, na cidade de Caruaru, PE.Dados coletados por meio do questionário internacional de asma, rinite e eczema atópico ISAAC, questionário de fatores ambientais e análise do pico de fluxo expiratório-PFE (aparelho Peak Flow Meter). Foram analisados por Teste Qui Quadrado, t de Student e ANOVA, considerada a significância estatística de 5% (p≤0,05). Resultados: Avaliados 667 escolares: 59,37% do sexo masculino e 40,62% feminino. A prevalência de sintomas de asma e rinite foi:3,14% e 18,44%, e com diagnóstico médico de 4,1% e 12,44%, respectivamente. Houve associação significante entre asma ativa, tosse,interrupção do sono, limite de fala e diagnóstico médico (p=0,000). Na rinite ativa, houve associação significante com espirro/coriza, sintomas oculares e diagnóstico médico(p=0,000). Fatores de risco ambientais mais prevalentes: mudança climática (10,04%), contato com fumantes (10,94%), umidade em casa (19,79%), presença de cortinas/carpetes (22,93%). Houve redução no PFE medido (275±94 L/min.) em relação ao previsto (395±128L/min.), em ambos os grupos. Conclusões: A prevalência de rinite e asma foi baixa nos escolares e podem estar relacionadas à ausência de fatores ambientais. Evidenciou-se, também, que escolares de ambas as faixas etárias apresentam associação entre rinite e asma ativa,com sintomas respiratórios, oculares e presença de obstrução de vias aéreas.

Palavras-chave

Saúde Pública; Epidemiologia; Asma; Rinite.

Abstract

Introduction: Chronic respiratory diseases are related to disorders that occur in both upper and lower airways. They represent one of the major health problems worldwide, in which asthma and rhinitis constitute a framework of obstructive disease. Objective: To evaluate the prevalence of asthma and rhinitis, the risk factors and the degree of airway obstruction in schoolchildren, aged between six and seven, and between 13 and 14 years in the city of Caruaru-PE. Methods: Analytical cross-sectional randomized study in a sample of 667 students, enrolled in public and private schools in the city of Caruaru-PE. Data was collected through the international questionnaire of asthma, rhinitis and atopic eczema-ISAAC, the questionnaire of environmental factors and the analysis of peak expiratory flow-PEF (Peak Flow Meter device). Data was analyzed by chisquare test, Student’s t test and ANOVA, considering a significance level of 5% (p ≤ 0.05). Results: We evaluated 667 students, 59.37% male and 40.62% female. The prevalence of symptoms of asthma and rhinitis was 3.14% and 18.44%, and with a medical diagnosis of 4.1% and 12.44%, respectively. There was a significant correlation between active asthma, cough, sleep disruption, limit speech and medical diagnosis (p = 0.000). In active rhinitis significant correlation with sneezing / runny nose, eye symptoms and medical diagnosis was found (p = 0.000). Most prevalent environmental risk factors: climate change (10.04%), contact with smokers (10,94%), humidity at home (19.79%), presence of curtains / carpets (22.93%). There was a reduction in PEF measured (275 ± 94 L/min) compared to the predicted (395 ± 128 L/min) in both groups. Conclusions: The prevalence of rhinitis and asthma in schoolchildren was low and this may be related to the absence of environmental factors. It was also evident that students from both age groups show association between rhinitis and active asthma with respiratory, ocular symptoms, and the presence of airway obstruction.

Keywords

Public health; Epidemiology; Asthma; Rhinitis

Referências

1. Camargos PAM, Rodrigues ME, Solé D, Scheinmann P. Asma e rinite alérgica como expressão de uma única doença: um paradigma em construção. J Pediatr. 2002 Nov-Dez;78(Supl 2):S123-8.

2. Ibiapina CC, Sarinho ESC, Cruz Filho AAS, Camargos PAM . Rinite, sinusite e asma: indissociáveis. J Bras Pneumol. 2006 Jul-Ago;32(4):357-66.

3. Bousquet J, Khaltaev N, Cruz AA, Denburg J, Fokkens WJ, Togias A, et al. Allergic rhinitis and its impact on asthma ARIA update. Allergy 2008 Apr;63(Suppl 86):8-160.

4. Ibiapina CC, Sarinho ESC, Cruz Filho AAS, Camargos PAM . Rinite, sinusite e asma: indissociáveis. J Bras Pneumol. 2006 Jul-Ago;32(4):357-66.

5. Ibiapina CDC, Sarinho ESC, Camargos PAM, Andrade CR, Cruz Filho AAS. Rinite alérgica: aspectos epidemiológicos, diagnósticos e terapêuticos. J Bras Pneumol.2008 Apr;34(4):230-40.

6. Campanha SMA, Freire LMS, Fontes MJF. O impacto da asma, da rinite alérgica e da respiração oral na qualidade de vida de crianças e adolescentes. Rev CEFAC. 2008 Ou-Dez;10(4):513-9.

7. Branco A, Ferrari GF, Weber SAT. Alterações orofaciais em doenças alérgicas de vias aéreas. Rev Paul Pediatr. 2007;25(3):266-70.

8. Fonseca ACCF, Fonseca MTM, Rodrigues MESM, Lasmar LMLBF, Camargos PAM. Pico do fluxo expiratório no acompanhamento de crianças asmáticas. J Pediatr. 2006;82(6):465-9.

9. Wandalsen NF, Gonzalez C, Wandalsen GF, Solé D. Avaliação de critérios para o diagnóstico de asma através de um questionário epidemiológico. J Bras Pneumol. 2009 Mar;35(3):199-205.

10. Macedo SEC, Menezes AMB, Albernaz E, Post P, Knorst M. Fatores de risco para internação por doença respiratória aguda em crianças até um ano de idade. Rev Saúde Pública. 2007 Jun;41(3):351-8.

11. Solé D, Wandalsen GF, Camelo-Nunes IC, Naspitz CK. Prevalence of symptoms of asthma, rhinitis, and atopic eczema among Brazilian children and adolescents identified by the International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC): Phase 3. J Pediatr. 2006 Set-Out;82(5):341-6.

12. Yamada E, Vanna AT, Naspitz CK, Solé D. International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC): validation of the written questionnaire (eczema component) and prevalence of atopic eczema among Brazilian children. J Investig Allergol Clin Immunol. 2002;12(1):34-41.

13. Brasil–Data Escola Brasil–[homepage na Internet]. Informações de Educação - Estatísticas Escolares-Escolas com Ensino Fundamental na cidade de Caruaru: no ano de 2011 [citado em outubro de 2011]. Disponível em: http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home. seam

14. Castro LKK, Cerci Neto A, Ferreira Filho OF. Prevalência de sintomas de asma, rinite e eczema atópico em escolares de 6 e 7 anos na cidade de Londrina (PR). J Bras Pneumol. 2010 MaioJun;36(3):286-92.

15. Cruz AA. Pico de fluxo expiratório. É melhor medir. J Bras Pneumol. 2006 Jan-Fev;32(1):4-6.

16. Strachan D, Sibbald B, Weiland S, Ait‐Khaled N, Anabwani, G, Anderson H R, et al. Worldwide variations in prevalence of symptoms of allergic rhinoconjunctivitis in children: the International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC). Pediatr Allergy Immunol. 1997 Nov;8(4):161-76.

17. Solé D, Camelo-Nunes IC, Vana AT, Yamada E, Werneck F, de Freitas LS, et al. Prevalence of rhinitis and related-symptoms in schoolchildren from different cities in Brazil. Allergol Immunopathol (Madr). 2004 Jan-Feb;32(1):7-12.

18. Boechat JL, Rios JL, Sant’Anna CC, França AT. Prevalence and severity of asthma symptoms in school-age children in the city of Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil. J Bras Pneumol. 2005 MarApr;31(2):111-7.

19. Rosa AM, Ignotti E, Hacon SS, Castro HA. Prevalência de asma em escolares e adolescentes em um município na região da Amazônia brasileira. J Bras Pneumol, 2009 Jan;35(1):7-13.

20. Luna MDFG, Almeida PC, Silva MGC. Prevalência de asma em adolescentes na cidade de Fortaleza, CE. J Bras Pneumol 2009 Nov;35(11);1060-7.

21. Weiland SK, Hüsing A, Strachan DP, Rzehak P, Pearce N. Climate and the prevalence of symptoms of asthma, allergic rhinitis, and atopic eczema in children. Occup Environ Med. 2004 Jul;61(7):609-15.

22. Melo RMB, Lima LS, Sarinho ESC. Associação entre controle ambiental domiciliar e exacerbação da asma em crianças e adolescentes do município de Camaragibe, Pernambuco. J Bras Pneumol. 2005 Jan-Fev;31(1):5-12.

23. Araújo AMF, Silva AHMFT, Vabo RV. Prevalência de sintomas e doenças respiratórias em crianças na idade escolar, fumantes ou não-fumantes passivas. Pulmão RJ. 2006;15(1):16-9.

24. Nunes MPT. Tratamento da asma. Rev Assoc Med Bras. 2002 Jan-Mar;48(1):13-4.

5ddbd2800e8825c603f2c91e assobrafir Articles
Links & Downloads

ASSOBRAFIR Ciência

Share this page
Page Sections